Quarta-feira, 3 de Março de 2004

Bêbado

Não sei quem sou, sei que sou bêbado.. sim, BÊBADO, não me ofendam com coisas disparatadas, não me chamem de alcoólico, não me chamem de doente, eu sou bêbado da cabeça aos pés, só assim quero ser chamado e lembrado. Alcoólico, essa tem graça, até parece um elogio, eu bebo e caio, caio no lodo, rebolo-me no chão, rastejo-me até onde consigo, adormeço bêbado e acordo cansado, moribundo, sóbrio mas triste, triste e sozinho. Não sou o que pareço, não bebo por gostar ninguém gosta de beber, mas sou aquilo que ninguém admite ser, onde todos se esquecem, onde todos falham é nesse apontar do dedo, eu não sou alcoólico, eu bebo para viver, sou bêbado de alto abaixo, mas não vivo para beber, Eu estou morto, meio enterrado, vivo preso a uma ilusão, com passos entorpecidos e olhos vidrados, mas não me chamem de coitado, não sou nenhum abandonado, gosto é de viver na solidão. Sou um bêbado alucinado, vejo tudo ou talvez não, vejo-te a ti transfigurado, gozando por me veres no chão, de ti só vejo os sapatos, sujos imundos como o teu coração, mas eu não, eu sou um bêbado, um farrapo, de ti não quero piedade, guarda-a leva-a para o teu caixão, eu sou um bêbado, cansado, talvez esperando uma salvação, mas tu serás sempre um culpado, um relógio meio acertado, um pedaço de podridão.


Mr Anger às 21:28
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
6 comentários:
De soul_on_fire a 24 de Abril de 2004 às 20:53
portugal está xeio de tudo... bebados, drogados, falidos e ricos.. ah e nao eskeçamos o odio e o amor...é assim a vida.. e nada podemos fazer...


De JACKASSSSS a 6 de Março de 2004 às 09:53
Ya também esiste ppl q se droga, portugal ta cheio d agarradinhos


De Miss Devil a 5 de Março de 2004 às 15:46
a bebida ñ e td, existem outros caminhos...
conheço pessoas k bebem para eskecer e por isso fazem os outros sofrer...


De asdoresdafibromialgia a 15 de Outubro de 2009 às 14:06
Meu amigo caracteriza muito bem a situação de uma pessoa ébria só se esqueceu de uma coisa - qual será o motivo que levou a tal estado de embriaguez - porque para se embebedar é preciso um motivo seja ele qual for.


De Martita a 5 de Novembro de 2009 às 21:04
Nunca fui alcoólica e - no entanto - quem me dera não entender a dor lancinante deste bêbado, que assim se exprime... Quem me dera, passar ao largo, não sentir... Quem me dera não ter consciência e não ficar a pensar mais nisto...
Quando alguém não foi protegido, na altura devida, ou se desprotege, seja qual for o motivo... o que não faltam são sapatos sujos e imundos, que se puderem não perdem a ocasião para dar mais uns pontapés...
Quanto ao resto, sou incapaz de comentar mais... mas este post tem muito mais que se lhe diga...


De Marta a 5 de Novembro de 2009 às 22:48
Afinal, voltei aqui.

Acrescentar uma reflexão muito breve. Quando vejo à minha frente alguém vulnerável, penso sempre: "Pay Attention!! Extremely Fragile, Handle with Maximum Care" Não consigo excluir-me da Fragilidade/Vulnerabilidade...
É lixado!


Comentar post

mranger.blog@gmail.com

Pesquisar (Blog)

 

Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Post's Recentes

Cuida de ti, pequeno Godz...

Ticket to ride

Folhas arrancadas de um l...

O amor habitual

Regras base - Sobre(a)viv...

No estrangeiro também se ...

Raio-X

Regras base - Sobre(a)viv...

Factual mundano - Autocar...

Sai cognac para a mesa qu...

Mau karma (ou azar ao jog...

Jogos de vida

Modem em sincronismo

Verdades (in)discutíveis

Natureza morta com pormen...

As estatísticas dizem-me ...

Obliterar (é preciso)

De barba feita:

O perdedor (fecha a porta...

Non, rien de rien (non, j...

Tomei peyote na idade méd...

Lx Strip

Vitória (?)

Recortes flamejantes no h...

Gentes da minha terra

Curtes alpista ?

Roedores & Armadilhas

Branco ou tinto? (cheio)

A Bolha

A cultura é gourmet

Pés na estrada

A selva humana

The head bone's connected...

Mare nostrum

A vida é bela

Lucky strike

Lapsos temporais

Memória de Ferro (O.s.p.e...

Objectivamente delirante

Girino

Burros (de carga) pensant...

As flores no teu cabelo -...

Nenhum pássaro me sussurr...

A moda dos cintos apertad...

Os contribuintes (ou os b...

Comprar tabaco (eu fui)

Isto é um fato...

Reflexões no cume de um p...

Amor em formol

Introdução à Economia: "V...

Arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Abril 2015

Outubro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Abril 2013

Março 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Janeiro 2011

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Janeiro 2007

Novembro 2006

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Agosto 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

tags

todas as tags

Links

últ. comentários

A verdadeira lição que temos de retirar destes mom...
Revejo-me no que aqui escreve (e, em geral, pelo s...
Olá cara Heidi,Com o frio vigente é mais caso para...
"At first (you were) afraid, (you were) petrified....
Cara HeidiÉ por aí, como na velha máxima: "...the ...
Nada é certo dentro da nossa vida. Por mais bases ...
Se não passa de dois bitaites e mais nada, não vej...
Caro Mr AngerComo diriam as mentes simples: "Alive...
Cara Mallory,Sem querer ferir susceptibilidades, m...
Cara Mallory,Como diria o E.Jonh: "I'm still Stand...

mais comentados

Top de Blogues

subscrever feeds