Sábado, 28 de Setembro de 2013

A cultura é gourmet



Quino


Para o ano o acesso à cultura (museus, monumentos & outros) ficará mais cara e as "borlas" de domingo certamente também irão cair por terra.

Em Portugal o que é bom e bonito é pagar impostos (estupidamente altos e socialmente injustos) sem esperar (leia-se "ter") qualquer tipo de regalias sociais (incluindo o acesso à cultura), mas apenas com o simples propósito - ao jeito de punição por mau comportamento - de pagar as dívidas do estado e de quem vive à sua custa.

Alguns (incluindo funcionários dessas instituições e outros iluminados) dirão, indignadíssimos, de dentes afiados como um cão que se sente ameaçado de ficar sem osso para roer:

 - "que se lixem esses pobretanas que não querem pagar pela cultura, quando vão às discotecas também não pagam?! Quando vão ao cinema também não pagam?! Então se querem ir a um museu paguem e não bufem que isto não é o da Joana e lá fora também se paga e muito mais!!! (pois não, não são da Joana, são património nacional, são herança histórica, são de quem cá vive, são dos contribuintes, são do povo que todos os dias paga impostos, para entre outras rubricas do Orçamento de Estado, os manter abertos, e não podemos ter comparações com "lá fora", nem em termos de qualidade ou quantidade de espólio, nem de preservação, nem de nível de vida/dinheiro nas carteiras)"

Outro dirão, de ombros encolhidos, de sorriso semi-desdentado e coçando a cabeça com o polegar (como um símio a tentar perceber como um cubo cabe num buraco em forma de triângulo):

 - "Valham-nos os piqueniques grátis da cadeia de hipermercados em associação ao cantor pimba que isso é que é cultura!! Ah, claro, e também o futebol!!!"

Eu infelizmente, direi, sem qualquer tipo de orgulho: "valha-nos o British Museum (and god save the queen!)"


Mr Anger às 14:00
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013

Pés na estrada

 

Ridiculamente vagueando

Entre o riso e a falsidade

Coisas tuas, só tuas

Imutáveis com a idade

Ilegalidades!

Amor próprio mas sem definição

Estigmas herdados, recalcados

Passados à próxima geração

Absolvição?

A culpa mora em casa alugada

E tu no alpendre, sentada

Eternamente perdida

Deixas o tempo passar

 

Onde vais assim parada?

 


Mr Anger às 11:00
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013

A selva humana

 

A jovem adolescente era sem duvida apetecível, roçaria a legalidade efectiva dos 18, mas no mundo dos homens já mandava cartas e virava cabeças. O jovem inseguro e de olhar de quem sofre de patologias mentais não ficou indiferente às suas formas e pele cor de canela. Sentou-se a seu lado e fixou-lhe o olhar, tal leão faminto para a graciosa gazela. O homem comum, sentado de frente, observava tudo e não dava grande importância enquanto lia Saramago. O jovem inseguro, de olhar vazio de alma humana mas voraz sede animal passou ao ataque, e tentava agora, discretamente com as pontas dos pérfidos dedos, tocar  e sentir o calor dos glúteos e das coxas da rapariga, que devido a sua tenra idade, e por pudor, negava estar a ser molestada em público por um anormal. O homem comum, conseguiu conter-se por 1 paragem e meia, depois, pragmaticamente levantou-se, olhou profundamente nos olhos do jovem esquisito e telepaticamente disse-lhe:

 

- "continuas com essa atitude animalesca idiota e humanizo-te!"

 

Nunca saberemos se foi verdade ou se a telepatia existe, mas nesse dia a humanidade ganhou...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

WELCOME TO THE JUNGLE - "Appetite for Destruction"
Axl Rose, Slash, Izzy Stradlin, Duff McKagan, Steven Adler

 

Welcome to the jungle we've got fun and games
We got everything you want honey, we know the names
We are the people that can find whatever you may need
If you got the money honey we got your disease

In the jungle, welcome to the jungle
Watch it bring you to your knnn knne knees, knees
I want to watch you bleed

Welcome to the jungle we take it day by day
If you want it you're gonna bleed but it's the price to pay
And you're a very sexy girl that's very hard to please
You can taste the bright lights but you won't get there for free
In the jungle welcome to the jungle
Feel my, my, my serpentine
Ooh, I want to hear you scream

Welcome to the jungle it gets worse here every day
Ya learn to live like an animal in the jungle where we play
If you hunger for what you see you'll take it eventually
You can have everything you want but you better not take it from me

And when you're high you never ever want to come down
So down, so down, so down, yeah

You know where you are?
You're down in the jungle baby, you're gonna dieee
In the jungle welcome to the jungle
Watch it bring you to your knees, knees
In the jungle welcome to the jungle
Feel my, my, my serpentine
In the jungle welcome to the jungle
Watch it bring you to your knees, knees
In the jungle welcome to the jungle
Watch it bring you to you
Its gonna bring you down, ha!

 

 

 

 


Mr Anger às 09:45
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | Adicionar aos favoritos
|

mranger.blog@gmail.com

Pesquisar (Blog)

 

Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Post's Recentes

Cuida de ti, pequeno Godz...

Ticket to ride

Folhas arrancadas de um l...

O amor habitual

Regras base - Sobre(a)viv...

No estrangeiro também se ...

Raio-X

Regras base - Sobre(a)viv...

Factual mundano - Autocar...

Sai cognac para a mesa qu...

Mau karma (ou azar ao jog...

Jogos de vida

Modem em sincronismo

Verdades (in)discutíveis

Natureza morta com pormen...

As estatísticas dizem-me ...

Obliterar (é preciso)

De barba feita:

O perdedor (fecha a porta...

Non, rien de rien (non, j...

Tomei peyote na idade méd...

Lx Strip

Vitória (?)

Recortes flamejantes no h...

Gentes da minha terra

Curtes alpista ?

Roedores & Armadilhas

Branco ou tinto? (cheio)

A Bolha

A cultura é gourmet

Pés na estrada

A selva humana

The head bone's connected...

Mare nostrum

A vida é bela

Lucky strike

Lapsos temporais

Memória de Ferro (O.s.p.e...

Objectivamente delirante

Girino

Burros (de carga) pensant...

As flores no teu cabelo -...

Nenhum pássaro me sussurr...

A moda dos cintos apertad...

Os contribuintes (ou os b...

Comprar tabaco (eu fui)

Isto é um fato...

Reflexões no cume de um p...

Amor em formol

Introdução à Economia: "V...

Arquivos

Agosto 2016

Dezembro 2015

Abril 2015

Outubro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Abril 2013

Março 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Janeiro 2011

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Janeiro 2007

Novembro 2006

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Agosto 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

tags

todas as tags

Links

últ. comentários

A verdadeira lição que temos de retirar destes mom...
Revejo-me no que aqui escreve (e, em geral, pelo s...
Olá cara Heidi,Com o frio vigente é mais caso para...
"At first (you were) afraid, (you were) petrified....
Cara HeidiÉ por aí, como na velha máxima: "...the ...
Nada é certo dentro da nossa vida. Por mais bases ...
Se não passa de dois bitaites e mais nada, não vej...
Caro Mr AngerComo diriam as mentes simples: "Alive...
Cara Mallory,Sem querer ferir susceptibilidades, m...
Cara Mallory,Como diria o E.Jonh: "I'm still Stand...

mais comentados

Top de Blogues

subscrever feeds