Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

La tristesse...

 

Da tristeza se faz palavra
Quando a dor trespassa o peito
Quando sinto que a vida trava
Pára e arranca no meio

 

Na estrada das horas perdidas
São rectas de sonhos desfeitos
E curvas falsas, fingidas
De ócio, mentiras, receios

 

Por entre promessas quebradas
De caras que queremos esquecidas
De pessoas que entram e cravam
Punhais em costas já feridas

 

Da tristeza se faz a vida
Por entre sorrisos abertos
De copos meio-vazios
Manhãs em que não desperto

 

De dor se enche o abismo
De um corpo não encarquilhado
Um homem que quer ser proscrito
Um corpo semi-enterrado

 

De tristeza se alimenta a alma
Quando de dor nos alimentamos
Quando transportamos no peito a faca
A faca que em nós próprios espetamos

 


Mr Anger às 12:45
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
7 comentários:
De joana a 11 de Abril de 2009 às 17:04
A dor, como todos os males do mundo, é passageira. Já dizia o velho ditado: "não há mal que sempre dure, nem bem que nunca se acabe". "Take it easy"!! "That's what friends are for".

;)


De Anónimo a 14 de Abril de 2009 às 19:31
Identifico-me por completo com este poema.


De Lótus a 24 de Abril de 2009 às 19:05
Já dei por mim a escrever sentimentos iguais .. com outras palavras, é certo .. o caminho já traçado que nos limita e asfixia .. sim! Já escrevi sobre isto .. e sinto o que sentes .. mas é inegável que não temos saída .. estamos acorrentados, aos trilhos traçados .. aos trilhos da vida ... traição, amor, ódio .. enfim .. é a vida ..


De AUFDERMAUR a 25 de Junho de 2009 às 05:35
Já passa das 05 da madrugada. Devia estar a dormir mas algo me impede de o fazer... E eu queria tanto dormir, afastar-me destas ideias que tanto me perseguem ultimamente e que ontem eu pensei terem terminado definitivamente. O ser humano tem por vezes a ousadia de se crer Deus, de achar "Se eu consigo controlar a minha mente também consigo controlar o meu coração". Parti para o dia de ontem cheia de certezas absolutas de que ia mudar a minha vida, que ia seguir o caminho que escolhi para mim e eliminar tudo e todos que me pudessem fazer desviar de percurso. Mas bastou conhecer uma bruxa que, vá-se lá saber porquê, gostou de mim e não me largava para voltarem todas as dúvidas... E aquela cara que não só devia estar esquecida como nunca devia sequer ter sido lembrada... E foi-o porquê? Qual foi o exacto momento em que uma cara insignificante e igual a tantas outras ganhou importância tal que até em sonhos me assombra... Uma cara tão improvável e sem sentido que mais parece uma ironia do destino para nos provar que, contrariamente ao que gostamos de pensar, andamos perdidos neste mundo. O que só reforça a minha convicção de que, uma vez encontrado um porto seguro, há que lutar contra todos os ventos e marés para não nos afastarmos desse tesouro nem por um só segundo. Porque basta apenas um segundo, aquele segundo fatal, para vir uma correnteza mais forte e nos atirar de novo à turbulência do mar revolto. Todo o cuidado é pouco, especialmente quando nos surgem correntezas enganadoras que à primeira vista parecem inocentes e amigas, capazes apenas de nos fazer umas ligeiras cócegas mas que se revelam das mais perigosas... As piores são as que se disfarçam com olhos cor de mel e sorrisos de algodão doce... essas são piores do que as sereias e, quando nos apercebemos, já nos roubaram o coração... E a tristeza surge e, por mais que tentemos esquecer, há sempre blogs destes para reavivar...


De Mr Anger a 26 de Junho de 2009 às 08:48
Cara Mel,

Sábias e doces palavras...

"...o que só reforça a minha convicção de que, uma vez encontrado um porto seguro, há que lutar contra todos os ventos e marés para não nos afastarmos desse tesouro nem por um só segundo..."

Obrigado ;)

Mr Anger


De Borboletanegra a 10 de Julho de 2009 às 00:42
Ao tempo que não lia nada teu.... mas hoje decidi passar por cá...e como gosto de procurar dei com este belíssimo trabalho! Gosto de lhe chamar trabalho...não sei...está novamente simples... acho que aí está a tua marca, mas tal como no outro realista e perfeito!
Falas da vida de muita gente, isto é existe muitas pessoas que vivem diariamente o retrato em pessoa do teu trabalho. Sei que é deprimente, fustigante..mas se não tivesse, a vida, estes momentos como iríamos dar valor ao bom que ela nos oferece??

Ah sim eu vou consumindo.....

Tenho de provar o teu trabalho aos poucos...para pensar...


De Borboletanegra a 10 de Julho de 2009 às 00:45
Ah...esqueci-me de referir...que trato todos por tu, mas se vires que não é adequado, eu corrijo!




Comentar post

mranger.blog@gmail.com


Ver perfil

Adicionar como amigo

. 119 seguidores

Pesquisar (Blog)

 

Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Post's Recentes

O amor (é) de alguém

Cuida de ti, pequeno Godz...

O contracto (em actualiza...

O mar enrolado em ti

Cuida de ti, pequeno Godz...

Ticket to ride

Folhas arrancadas de um l...

O amor habitual

Regras base - Sobre(a)viv...

No estrangeiro também se ...

Raio-X

Regras base - Sobre(a)viv...

Factual mundano - Autocar...

Sai cognac para a mesa qu...

Mau karma (ou azar ao jog...

Jogos de vida

Modem em sincronismo

Verdades (in)discutíveis

Natureza morta com pormen...

As estatísticas dizem-me ...

Obliterar (é preciso)

De barba feita:

O perdedor (fecha a porta...

Non, rien de rien (non, j...

Tomei peyote na idade méd...

Lx Strip

Vitória (?)

Recortes flamejantes no h...

Gentes da minha terra

Curtes alpista ?

Roedores & Armadilhas

Branco ou tinto? (cheio)

A Bolha

A cultura é gourmet

Pés na estrada

A selva humana

The head bone's connected...

Mare nostrum

A vida é bela

Lucky strike

Lapsos temporais

Memória de Ferro (O.s.p.e...

Objectivamente delirante

Girino

Burros (de carga) pensant...

As flores no teu cabelo -...

Nenhum pássaro me sussurr...

A moda dos cintos apertad...

Os contribuintes (ou os b...

Comprar tabaco (eu fui)

Arquivos

Julho 2017

Junho 2017

Agosto 2016

Dezembro 2015

Abril 2015

Outubro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Novembro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Abril 2013

Março 2013

Setembro 2012

Agosto 2012

Janeiro 2011

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Janeiro 2007

Novembro 2006

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Agosto 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

tags

todas as tags

Links

últ. comentários

A verdadeira lição que temos de retirar destes mom...
Revejo-me no que aqui escreve (e, em geral, pelo s...
Olá cara Heidi,Com o frio vigente é mais caso para...
"At first (you were) afraid, (you were) petrified....
Cara HeidiÉ por aí, como na velha máxima: "...the ...
Nada é certo dentro da nossa vida. Por mais bases ...
Se não passa de dois bitaites e mais nada, não vej...
Caro Mr AngerComo diriam as mentes simples: "Alive...
Cara Mallory,Sem querer ferir susceptibilidades, m...
Cara Mallory,Como diria o E.Jonh: "I'm still Stand...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais comentados

Top de Blogues

subscrever feeds